Trabalhos paralelos





Neste post eu irei ajudar a quem está a procura de um emprego na área da costura. Irei dar dicas, e contar como funciona, e o que você pode fazer em meio a um teste e em uma entrevista. Ah, e também irei falar um pouco de uma experiência minha sobre o tal assunto,  e sobre fazer trabalhos paralelos...



E ai gente, como estão? =D 
O post de hoje é para quem gosta de ler rsrs, e vai ser mais um assunto de troca de experiências, e muitas dicas!

Primeiro, sobre o real título do post ''Trabalhos Paralelos'', é que, agora, depois de todas as minhas tentativas de ganhar dinheiro costurando em casa, cheguei ao ponto de ver e sentir que preciso de uma renda de apoio para eu poder ter mais segurança, poder investir no meu negócio sem medo, e claro poder sempre ter uma graninha para minhas necessidades como pessoa. 

Pois então, como tenho experiência como vendedora, e adoooooro lidar com atendimento direto ao público, andei entregando vários currículos aqui em minha cidade, e então, vi uma vaga bem bacana, quer dizer, duas vagas, de costureira e outra para cortadeira de tecidos. Abaixo, através de tópicos, irei orientar vocês e dar dicas de como é e de o que fazer diante a uma vaga na área da costura, e logo mais em baixo, eu conto como foi minha experiência a respeito =)

A vaga
Você precisa conhecer a fundo a vaga. Existe costureiras de linha de produção que só sabem lidar com um tipo só de máquina e montar um tipo só de peça, outras, que só confeccionam lingeri, outras que só lidam com consertos e outras com peças finas. Então, tudo depende do que você sabe fazer, e ir conhecer a vaga ofertada é importante para que você possa concorre-la.

O primeiro contato
Hoje em dia, as empresas e empregadores também estão usufruindo do facebook (através dos grupos) para publicarem vagas, e isso é bem bacana e faz ficar mais fácil de ter acesso a essa informação. E se a empresa disponibilizar o telefone ou e-mail, ligue e agende uma visita!

O currículo
O currículo é fundamental, e para fazer um currículo bacana, todos os seus dados devem estar nele e de uma forma real e completa. O Nome completo, telefone celular, telefone residencial, e-mail, o objetivo da vaga pretendida, sua formação, atividades complementares (cursos ou trabalhos sociais), e experiência profissional, devem estar contidos em seu currículo, pois, caso corra tudo bem, a empresa irá entrar em contato contigo através de seu currículo! =)

Batendo um papo com o empregador
Esse ''bate-papo'' pode variar muito de empresa para empresa, e muitas vezes ele é em forma de entrevista. Mas o que te oriento é que, seja natural, educado, e principalmente sincero. Fale sobre suas experiências com a costura, mesmo que você for iniciante. Fale de seus cursos feitos, de seus objetivos, e mostre interesse pela vaga, pois, a concorrência é grande, e eles querem pessoas dispostas para trabalhar (assim como em todo trabalho, claro). E em toda vaga envolvida a costura ou modelagem, eles sempre pedem experiência, e se você tiver somente conhecimento mas nunca trabalhou na área, proponha você mesmo um teste, assim, além deles, você se autoavaliará!

O teste
É aquilo, tudo depende, pode ser em confecções grandes ou pequenas, o tempo varia de 2 a 1 semana, e sim, eles não irão te pagar por isso na maioria das vezes. Portanto, mostre o seu melhor e principalmente o que sabe fazer de melhor, pois, os olhos estarão voltados a você o tempo todo!

O interesse
Se mostrar disposto e interessado na vaga é primordial, mesmo sendo difícil por ser um momento de adaptação ao trabalho, e um ambiente novo. Dê o seu melhor, e siga as instruções que te são passadas. Se mostre atento! Pois, já ouvi do próprio empregador, que, acabaram dispensando funcionário simplesmente pela falta do interesse, e pelo gosto do trabalho.

Condições de trabalho e salário
Você deve analisar as condições de trabalho, o ambiente, horas extras, se usam equipamentos de segurança e claro o seu salário. É super chato perguntar logo de cara, mas, aguarde o momento certo e pergunte sim. Pois, costureira ganha pouco mesmo, e esse tipo de trabalho não é valorizado. Portanto, veja as suas principais necessidades, e faça uma experiência. Devemos tentar sempre! Mas o absurdo que passei, foi em um ateliê, e o empregador queria que eu trabalhasse até de sábado à noite, para mim não iria dar mesmo, além do mais, quem que não tira o fim de semana para limpar casa, lavar roupa e tudo mais?! Aí não dá né!

Esperar e torcer
Você também deve analisar em meio a todo o teste, como o empregador fala com você e se ele dá umas ''indiretas'', como ''com o tempo você vai pegar o jeito'' ou ''eu irei entrar em contato com você''. Isso dá a entender que ele se interessou pelo seu serviço prestado ali em poucas horas, e ai o que resta, é NÃO CRIAR EXPECTATIVAS e aguardar. Caso não dê certo, não deu, sempre há novas oportunidades!

*É sempre bom lembrar que, nós não nascemos sabendo e precisamos de um tempo para  uma adaptação e então só assim poder se aperfeiçoar. (Isso serve para empregadores e para quem quer ser empregado)
* Outra coisa bacana é que, se você já trabalha em um empresa, você também pode trabalhar em casa, fazendo pequenos consertos ou fazendo pequenas peças, isso, claro de acordo com a sua disponibilidade de tempo e horário, pois assim, você tem um trabalho paralelo e uma graninha extra!

A minha experiência...

Soube da vaga pelo facebook, e então já liguei e agendei uma visita. No dia seguinte, fui até o local e pude conhecer todo o trabalho que eles realizam, e que por sinal, muito lindo e diferente. É uma confecção de roupas litúrgicas para padres, onde, cada cor, bordado, símbolos e nomes tem um significado especial. E lá, pude fazer o teste como cortadeira de tecidos, já que uma costureira também estava em teste. Fiquei dois dias, realizando funções de medida, enfesto do tecido, posicionando os moldes, e claro, o corte dos tecidos e das peças. Foi bem tranquilo para mim, por já ter conhecimento e por já conseguir me adaptar com o que foi passado. O jeito é esperar agora, mas, se não der certo, não deu e valeu muito a experiência, pois, na costura a gente  sempre vai ser um eterno aprendiz!

E é isso, espero sempre estar sendo útil de alguma forma para vocês :3

Beijinhos e até muito logo, em!
Patria.

Comentários

  1. Oi querido td bem? Muito boa a pauta e as dicas. Estou fazendo curso de costura e pretendo ingressar nesse ramo também, mas não tão cedo, quero me qualificar mais. Mas já sinto necessidade de ter que trabalhar para uma empresa para adquirir experiência. A respeito da observação de que costureira ganha pouco, acho que é muito relativo, acho que varia de região, da necessidade ou carência de pessoas qualificadas-como é o caso daqui de PVH/RO- ou simplesmente da disponibilidade e flexibilidade de pessoas para seguir regras e ganhar menos trabalhando para empresas e acabam preferindo ganhar mais como autônoma, isso acontece mui-to aqui, tem algumas empresas que pagam razoavelmente bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria, tudo ótimo e contigo?
      Sim, você está certíssima em querer se qualificar mais, e assim fica melhor na busca de um emprego. E olha, eu fiz cinco cursos, todos relacionados entre si, e vi que, foi realmente uma base, e só o tempo e a prática é que irão complementar tudo isso. E realmente, o salário de uma costureira varia de região para região, mas acho o valor baixíssimo, por ser um trabalho exaustivo e por conhecer costureiras que aposentaram cedo por conta de problemas sérios na coluna e tudo mais. Sem contar de empresas que tem aqueles analistas de produção, que calculam o seu tempo por peça produzida, e isso é uma pressão danada em cima da costureira. As empresas hoje em dia, não buscam qualidade e sim quantidade, e ainda como disse no post eles sempre querem pessoas que já saibam trabalhar no ritmo deles, não dando oportunidades... Mas, em meio a tudo isso, acredito e é possível sim trabalhar em uma empresa e ganhar razoavelmente bem como você disse... É um assunto super amplo rsrs, e interessante de trocar ideais, né?!
      Obrigada pela visita, e agradeço muito por compartilhar suas ideais!!!

      Um grande beijo Maria!!!

      Excluir
  2. Patrícia

    Teu blog é ótimo!! Parabéns.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada minha querida Fatinha! Saiba que você tem um trabalho lindo, e seu blog é encantador e cheio de muito carinho! Parabéns a você também!

      Beijo grande querida!!!

      Excluir
  3. Sua didática é ótima posta mais videos de costura pra nós como molde base adulto e infantil sou iniciante tenho muita vontade de aprender

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Arlene, tudo bem? Siiiiim, estou com muitas novidades em vídeos para lançar, logo estarão no canal! E fico feliz em saber que gosta dos vídeos e do blog, muito obrigada, beijos querida!!!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Passo a passo: Como fazer e aplicar viés